Embrapa oferece curso racional de criação de abelhas sem ferrão
16/11/2016

Pesquisadores da Embrapa, em parceria com a Rede de Agroecologia do Leste Paulista, realizam curso sobre criação racional de abelhas sem ferrão (módulo 1 básico), de 6 a 7 de dezembro, na Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna, SP). O objetivo é propiciar um ambiente interativo de troca de saberes e informações relacionadas com a criação das abelhas sem ferrão com meliponicultores, agricultores, extensionistas rurais, estudantes, professores e outros profissionais com o conhecimento básico necessário para iniciar e fortalecer a criação de abelhas sem ferrão como fonte de renda, de integração com sistemas agrícolas e conservação da biodiversidade.

Ricardo Camargo, pesquisador da Embrapa Meio Norte (Teresina, PI), lotado na Embrapa Meio Ambiente, explica que "nos últimos anos, os temas abelhas, polinização e a relação desses polinizadores com a agricultura tem tido destaque na mídia internacional e nacional, principalmente pelo declínio dos polinizadores e o uso intensivo de agrotóxicos".

"Nesse sentido, o conhecimento sobre as abelhas sociais nativas do Brasil - as abelhas sem ferrão (ASF), tem sido demandado por um número cada vez maior de brasileiros e despertado o interesse pela sua criação, denominada de Meliponicultura".

Além disso, o pesquisador enfatiza que a criação de abelhas sem ferrão, além de ser uma atividade geradora de renda com a produção de mel e de outros produtos como pólen e própolis, por depender da vegetação como principal fonte de recursos para as abelhas, contribui sobremaneira para a conservação da biodiversidade, podendo ser integrada a sistemas agroecológicos de produção visando um incremento na polinização e, consequentemente, na produtividade das culturas agrícolas. O pesquisador Cristiano Menezes, da Embrapa Amazônia Oriental (Belém, PA), é um dos instrutores. Ele irá focar na biologia das abelhas sem ferrão e sua relação com os métodos de criação. "Entender a organização social da colônia e sua biologia é fundamental para fazer um manejo correto e produtivo. Por isso, vamos trabalhar bastante esse assunto para que os participantes saiam do nosso curso aptos a iniciar a criação sem prejudicar a saúde de suas abelhas", explica Menezes.

"A programação será bastante interativa. Enquanto vamos trabalhando os assuntos teóricos, simultaneamente os participantes realizarão observações diretas dentro das colônias das diferentes espécies que mantemos aqui no Meliponário. Essa metodologia tem sido empregada na Embrapa Amazônia Oriental há algum tempo por nossa equipe e tem tido muito sucesso", destaca.

O valor da inscrição é R$ 200,00 e dará direito a alimentação (almoço e lanche), material didático e certificado e pode ser feita pelo link http://www.cnpma.embrapa.br/eventos/links/abelhas.html, até 1º de dezembro.

 

 

© 2017 - ArtCom Assessoria de Comunicação - webdesign CG Propaganda