Semana do Meio Ambiente - Monitorar a qualidade da água é fundamental
31/05/2011
Na semana do Meio Ambiente, a Ag Solve alerta para a importância do monitoramento dos recursos hídricos

Com os recursos hídricos cada vez mais expostos à contaminação, seja por esgoto, por efluentes industriais, por produtos químicos na mineração e por agrotóxicos, entre outros, cada vez mais os mananciais e reservatórios necessitam de monitoramento constante. Quanto mais cedo forem detectados os problemas na qualidade de água como o aumento de nutrientes, o crescimento de algas ou desestabilização do nível de pH, menos intensas serão as medidas corretivas adotadas, gerando menor impacto ambiental e menor custo.

Entre os equipamentos indicados para monitorar a qualidade da água estão as sondas multiparamétricas, especialmente adequadas para monitorar a qualidade da água por medirem simultaneamente os principais parâmetros, como temperatura, pH, oxigênio dissolvido, condutividade, turbidez e o Potencial de Oxidação e Redução (ORP). Atualmente, a detecção de problemas de qualidade da água pode ocorrer em tempo real se estiverem conectadas a equipamentos para transmissão de dados como modens, celulares, transmissores de rádio ou satélites.

De acordo com Jochen Straub, Gerente de Desenvolvimento da Hydrolab e OTT, empresa parceira da Ag Solve no Brasil, “o uso de sondas multiparamétricas também possibilita a coleta de dados em uma quantidade maior de pontos, possibilitando detectar problemas em pontos isolados de um reservatório ou rastrear o local de origem do problema”.  Straub explica que com as novas tecnologias de sensores ion-seletivos é possível também medir cloreto, amônio e nitrato, podendo assim detectar contaminação e tomar medidas corretivas antes que ocorram danos maiores como o crescimento de algas causado pelo excesso de nutrientes.

As sondas podem ser aplicadas tanto para monitoramento pontual em uma série de locais dentro de um reservatório ou monitoramento contínuo em um ponto fixo. Para cumprir esta função, as sondas multiparamétricas devem ser colocadas em perfiladores, guinchos instalados em boias no reservatório, que sobem e descem as sondas lentamente enquanto um controlador dispara medições em profundidades determinadas. “Para alguns parâmetros, como monitoramento de cianobactérias é importante que haja um perfilamento vertical mesmo em instalações fixas, já que tipicamente estes organismos se acumulam em profundidades variáveis”, alerta Straub.
© 2017 - ArtCom Assessoria de Comunicação - webdesign CG Propaganda