Com crescimento de 30% ao ano, Incotec Brasil investe em tecnologia, novos conceitos e projetos
23/02/2011

Líder mundial em tecnologia de sementes, a empresa holandesa, há 11 anos no Brasil, se prepara para atender às crescentes demandas do mercado, através de um novo posicionamento e novas tecnologias

Situada em Holambra, cidade do interior paulista, a Incotec, empresa originária da Holanda especializada em tecnologia de sementes, tem crescido a uma média de 30% ao ano no Brasil, nos últimos cinco anos. Mantendo a taxa de crescimento inclusive em 2009, ano da crise mundial. De acordo com o gerente de Vendas e Marketing da Incotec, Bruno Hoeltgebaum Neto, este desempenho se deve principalmente ao crescimento na área de negócios de grandes culturas principalmente com milho, soja, algodão e Brachiaria. “estamos muito felizes com os resultados da empresa, não somente pelo crescimento das vendas, mas também pela nossa participação no processo de profissionalização do tratamento de sementes na América do Sul”.

Uma das principais responsáveis por este sucesso é a linha Disco: produtos utilizados no tratamento de sementes para fazer filmcoating, tecnologia que consiste no revestimento da semente com uma película protetora, sem interferir nas suas características originais, agregando vantagens ao seu desempenho.  “Começamos a trabalhar com a linha disco no tratamento das sementes há cinco anos”, salienta Ronaldo Larini, consultor Técnico de Vendas e Marketing da Incotec. Ele acrescenta que, “grandes empresas no Brasil, dos mais diversos segmentos: algodão, tabaco, hortaliças, flores e expressivamente nos segmentos de soja, milho e forrageiras, passaram a adotar esta tecnologia encarando o tratamento de sementes de forma profissional e aproveitando melhor o seu potencial”.

Outra razão para esse crescimento foi o desenvolvimento da linha Pastokote: incrustação para sementes de forrageiras, tecnologia que além de incrementar o tamanho (facilitando a distribuição no plantio), melhora o desempenho no campo. “A mudança de paradigmas no mercado de forrageiras é um grande desafio, mas com excelentes parceiros e esta nova tecnologia, finalmente acreditamos que este mercado está, por meio do profissionalismo, evoluindo de forma consistente”, comenta Helder Barassa, consultor Técnico de Vendas e Marketing da Incotec.

O crescimento da Incotec no Brasil aconteceu também na área de peletização de sementes, com taxas de 20% no segmento de alface e 30% em chicória, além das novas tecnologias para cenoura e cebola.

“Diante deste crescimento contínuo e elevado, o Grupo Incotec prevê a instalação de novas e específicas unidades no Brasil e na Argentina, com a ampliação do quadro de profissionais, a fim de atender a demanda de forma efetiva”, revela Gerard Vrolijk, gerente geral da Incotec América do Sul. Fundada na cidade de Enkhuizen, na Holanda, em 1968, atualmente a Incotec está presente em todos os continentes, com filiais também nos Estados Unidos, Japão, Austrália, Índia e África do Sul, além de escritórios na China, Itália e Espanha. “Acreditamos que entre três e cinco anos a Incotec dobrará sua estrutura e deverá crescer bastante também no segmento de hortaliças, com novas tecnologias que lançaremos em breve”, destaca Vrolijk.


De empresa a grupo, com mudança de conceitos

O crescimento da Incotec levou a mudanças importantes, estas com o objetivo de atender melhor a crescente demanda nos mais diversos mercados na área de tecnologia de sementes. A primeira: a empresa passa a ser “Incotec Group”, com atuação em quatro unidades de negócios: Vegetables (Hortaliças); Field Crops (Grandes Culturas); Ornamentals (Ornamentais) e Analytical Services (Serviços Analíticos). Segundo Hoeltgebaum esta segmentação tem como objetivo organizar internamente e posicionar os produtos e serviços a fim de trabalhar de forma ótima com cada área específica de negócio, as quais têm características e demandas diversas.  Outra mudança é conceitual. “Deixa de fazer parte da logotipia – Integrated Coating Seed Technology (Tecnologia Integrada de Tecnologia e Revestimento de Sementes), que é a origem do nome, para incluir a frase – Involved in Seeds. Esta mudança reflete a atuação da empresa: que não atua apenas em tecnologia e revestimento para sementes, mas que está envolvida no negócio das sementes como um todo (cadeia, organização, desafios...); e também com outros meios de propagação vegetativa, como gemas (cana), o cutting (crisântemo) e tubérculos (batata)”, explica o gerente de Vendas e Marketing. Estas mudanças levaram também a alterações na comunicação institucional: nova identidade visual, mudança na logomarca e identificação de suas unidades por meio de cores e também com lançamento do site da empresa no Brasil, previsto para o segundo semestre. Enquanto isso, informações sobre os produtos e serviços oferecidos pela Incotec podem ser obtidos por meio do site do Grupo: www.incotec.com


Produtos e serviços diferenciados

Como líder mundial em tecnologias de sementes, como peletização, priming ou pré-germinação, filmcoating, desinfecção, “a Incotec está sempre à frente no lançamento de novos produtos, entre eles o almeirão peletizado, desenvolvido em parceria com a Horticeres e as sementes inteligentes – sementes incrustadas voltadas para a pecuária e a lavoura-pecuária – uma tecnologia inovadora desenvolvida na área de forrageiras, em parceria com a Matsuda”, destaca Larini. Entre outras novidades para o mercado está também a Thermoseed, tecnologia limpa de tratamento de sementes baseada na combinação do uso de temperatura e umidade.

Na área de serviços analíticos, a empresa dispõe de metodologia, laboratórios e equipamentos para realizar serviços de qualidade de sementes como germinação, vigor e vida útil, assim como de qualidade de tratamento de sementes, como formação de pó, plantabilidade, perda de ativos durante o transporte e semeadura. De acordo com Ronaldo Larini, há dois destaques nos serviços de controle de qualidade: O HPLC, que mede a quantidade de ativo semente a semente, certificando se a aplicação foi feita de forma padronizada e precisa; e também os marcadores moleculares (Proteínas e DNA), destinados ao controle de qualidade e suporte no melhoramento genético.

Há ainda outras novidades referentes às hortaliças, inclusive um novo produto para alface, previstas para lançamento durante a Hortitec 2011, a qual ocorrerá durante o mês de junho deste ano.

“Nestes onze anos de história no país, a Incotec vem conquistando excelentes resultados, sempre trabalhando no aprimoramento da cadeia relacionada à tecnologia de sementes, envolvida de forma profunda com todos os seus participantes nos desafios para uma oferta de alimentos saudáveis a fim de colaborar para o bem estar da população mundial. Segurança, desempenho e sustentabilidade fazem parte da cultura da Incotec, e a busca por inovações é uma constante no nosso dia-a-dia”, complementa o gerente Geral da Incotec América do Sul, Gerard Vrolijk.

Para mais informações sobre a Incotec acesse o site: www.incotec.com

  

Atendimento à imprensa:

 Isabella Monteiro
isabella@artcomassessoria.com.br

 Marlene Simarelli
marlene@artcomassessoria.com.br

 ArtCom Assessoria de Comunicação
Telefone: (19) 3237-2099
Campinas – SP

 

© 2019 - ArtCom Assessoria de Comunicação - webdesign CG Propaganda