Amazônia: uma fonte estratégica de água
03/09/2010

O Brasil detém 18% das reservas de água doce do planeta, sendo que a maior parte destas águas está concentrada na Amazônia. Apesar de, aparentemente, não existir escassez de água na região, o recurso não é acessível a todas as residências da população. Além disso, nem toda a água da região, está livre de contaminação.

 

As águas da Amazônia têm uma importância estratégica, pois são utilizadas para a navegação, instalação e operação de hidrelétricas, estão incluídas em questões geopolíticas, por conta da fronteira com outros países, são indispensáveis para o abastecimento da população e desenvolvimento de atividades econômicas industrias, agropecuárias e ribeirinhas, além de serem um fonte de reserva do recurso para o país.

 

Para tratar do assunto e desvendar o potencial hídrico amazônico, os especialistas Mario Fracalossi da Secretaria Municipal de Planejamento, Tecnologia e Gestão do Estado do Ceará (SEPLAG - CE) e Francisco de Assis Matos de Abreu, da Universidade Federal do Pará, participarão de um debate, no dia 3 de setembro, às 14h, durante o XVI Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas. O tema que será abordado é “As águas da Amazônia e sua importância para o Brasil”. O evento será realizado no Centro de Convenções Governador Pedro Neiva de Santana, situado na Avenida Jerônimo Albuquerque, no Sítio Rangedor, em Altos do Calhau, São Luis (MA).


O XVI Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas é uma promoção da Associação Brasileira de Águas Subterrâneas (ABAS).

Serviço:
XVI Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas
XVII Encontro Nacional de Perfuradores de Água
V FENÁGUA - Feira Nacional de Água
Data: 31 de agosto a 03 de setembro de 2010
Local: Centro de Convenções Governador Pedro Neiva de Santana
Endereço: Av. Jerônimo Albuquerque, Sítio Rangedor, Alto do Calhau, São Luis (MA)



© 2019 - ArtCom Assessoria de Comunicação - webdesign CG Propaganda